Social Items


A aplicação da segunda prova que compõe a nota do Enem 2019 acontecerá no próximo domingo (10). Dessa vez  os conhecimentos testados serão Ciência da Natureza e Matemática.
No último dia 3 os vestibulandos já realizaram as avaliações de Linguagens e Códigos, Ciências Humanas e Redação.
Em entrevista ao Jornal da Manhã, o presidente do Inep, Alexandre Lopes, falou sobre o que esperar da prova deste domingo. “As expectativas são de que a avaliação ocorra de forma tranquila, como no domingo passado, e com pouquíssimos incidentes”, falou.
De acordo com ele, o gabarito oficial será divulgado aos concorrentes no dia 13 e a equipe de Tecnologia da Informação foi reforçada ao longo do ano para que o alto volume de acesso não atrapalhe o fluxo do site.
Alexandre Lopes também ressaltou que “a prova foi tão bem elaborada” que as críticas vieram quanto a assuntos não abordados, em vez de erros na avaliação aplicada.
Nas redes sociais, ao longo da semana, foi muito comentada a ausência de questões sobre a Ditadura Militar e a Era Vargas – temas que comumente caiam no Enem.
Enem digital
A partir de 2020 será aplicada, além da prova tradicional, a versão digital da avaliação – que será implantada gradativamente ao longo dos anos até entrar em vigor totalmente em 2026.
Segundo Alexandre, os candidatos que fizerem a nova avaliação concorrerão igualmente aos outros estudantes. As expectativas são de que o novo formato facilite a vida dos estudantes, principalmente dos que moram em municípios que hoje não recebem a aplicação convencional.
“Hoje temos uma prova no ano, apenas. Com a prova digital, o candidato poderá escolher entre várias datas. Na inscrição ele seleciona dia e local de prova – o que vai facilitar para o aluno. A prova digital não muda só a plataforma, mas também muda o pedagógico. Não podemos fazer provas da mesma maneira que se fazia há”, finaliza.
Custos
O presidente do Inep destacou que os custos do Enem em 2019 foram menores em relação ao ano anterior – R$ 537 milhões, desconsiderando gastos com segurança, equipamentos e pagamentos de especialistas que auxiliaram na elaboração do material.
Para 2020, está previsto um investimento de mais R$ 20 mil apenas para a versão digital. Esse valor vai incluir a construção do novo modelo e também a sua aplicação.
Neste domingo (3) os portões para aplicação do Enem serão abertos às 12 horas (horário de Brasília) e fechados às 13h.
A prova se iniciará às 13h30 e terá cinco horas de duração. JP

‘Segundo dia do Enem deve ocorrer de forma tranquila’, diz presidente do Inep


A aplicação da segunda prova que compõe a nota do Enem 2019 acontecerá no próximo domingo (10). Dessa vez  os conhecimentos testados serão Ciência da Natureza e Matemática.
No último dia 3 os vestibulandos já realizaram as avaliações de Linguagens e Códigos, Ciências Humanas e Redação.
Em entrevista ao Jornal da Manhã, o presidente do Inep, Alexandre Lopes, falou sobre o que esperar da prova deste domingo. “As expectativas são de que a avaliação ocorra de forma tranquila, como no domingo passado, e com pouquíssimos incidentes”, falou.
De acordo com ele, o gabarito oficial será divulgado aos concorrentes no dia 13 e a equipe de Tecnologia da Informação foi reforçada ao longo do ano para que o alto volume de acesso não atrapalhe o fluxo do site.
Alexandre Lopes também ressaltou que “a prova foi tão bem elaborada” que as críticas vieram quanto a assuntos não abordados, em vez de erros na avaliação aplicada.
Nas redes sociais, ao longo da semana, foi muito comentada a ausência de questões sobre a Ditadura Militar e a Era Vargas – temas que comumente caiam no Enem.
Enem digital
A partir de 2020 será aplicada, além da prova tradicional, a versão digital da avaliação – que será implantada gradativamente ao longo dos anos até entrar em vigor totalmente em 2026.
Segundo Alexandre, os candidatos que fizerem a nova avaliação concorrerão igualmente aos outros estudantes. As expectativas são de que o novo formato facilite a vida dos estudantes, principalmente dos que moram em municípios que hoje não recebem a aplicação convencional.
“Hoje temos uma prova no ano, apenas. Com a prova digital, o candidato poderá escolher entre várias datas. Na inscrição ele seleciona dia e local de prova – o que vai facilitar para o aluno. A prova digital não muda só a plataforma, mas também muda o pedagógico. Não podemos fazer provas da mesma maneira que se fazia há”, finaliza.
Custos
O presidente do Inep destacou que os custos do Enem em 2019 foram menores em relação ao ano anterior – R$ 537 milhões, desconsiderando gastos com segurança, equipamentos e pagamentos de especialistas que auxiliaram na elaboração do material.
Para 2020, está previsto um investimento de mais R$ 20 mil apenas para a versão digital. Esse valor vai incluir a construção do novo modelo e também a sua aplicação.
Neste domingo (3) os portões para aplicação do Enem serão abertos às 12 horas (horário de Brasília) e fechados às 13h.
A prova se iniciará às 13h30 e terá cinco horas de duração. JP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários