Social Items


A penúltima rodada do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro, que será disputada neste final de semana, é para quem tem coração forte. E também para quem tem poder de decisão. Com apenas o Sampaio Corrêa (líder, com 30 pontos) classificado –, seis times ainda lutam pelas três vagas restantes nas quartas de final e, consequentemente, pela manutenção do sonho do acesso para a Segunda Divisão. Por outro lado, quem não avançar ao mata-mata encerra a temporada de forma precoce e já começa a ter dor de cabeça para planejar 2020.

Em segundo lugar, com 27 pontos, o Náutico tem uma condição mais favorável do que o Santa Cruz, sétimo, com 22. Mas o detalhe é que os dois se enfrentam na última rodada, nos Aflitos. É um dos muitos confrontos diretos marcados para esta reta final da competição. Por isso a próxima rodada é tão importante, pois pode encaminhar várias situações para os derradeiros duelos. Além disso, três times ainda lutam para evitar a queda para a Quarta Divisão – Globo-RN (16 pontos), Treze (15) e ABC (14), treinado pelo pernambucano Roberto Fernandes. Os dois últimos caem para a Série D.

Após a vitória por 2x1 sobre o Sampaio na última segunda-feira, o Náutico precisa apenas de um empate contra o Botafogo-PB amanhã, no Almeidão, em João Pessoa, para se classificar com uma rodada de antecedência. Com 28 pontos, o Timbu não poderia mais ser alcançado pelo Santa – mesmo que ganhe seus dois últimos jogos, o tricolor ainda ficaria com uma vitória a menos do que o alvirrubro. Na hipótese do empate em João Pessoa, o próprio Botafogo (5º, com 24), também não chegaria mais no Timbu, pois já tem duas vitórias a menos.

Mesmo que o Confiança (3º, com 25) superasse o Treze, no domingo, no Batistão, em Aracaju, o Náutico cairia para terceiro, mas no máximo acabaria a fase em quarto, já que a rodada também marca Imperatriz-MA (24 pontos) x Ferroviário-CE (23 pontos) no Frei Epifânio. Portanto, se um vencer, acaba com a chance do outro ultrapassar o Náutico. Se for empate, só os maranhenses poderiam passar os comandados de Gilmar Dal Pozzo.

“Estamos com a faca e o queijo na mão, não precisamos depender de ninguém, apenas vencer, jogar bem, porque o primeiro objetivo falta pouco para ser conquistado. Claro que seria importante os dois subirem para o futebol pernambucano, que nos últimos anos tem tido uma desvalorização. O futebol de Pernambuco é muito forte, as equipes daqui são muito fortes e seria bom se os dois subissem, mas hoje eu defendo o Náutico e estamos em busca do nosso objetivo”, disse o goleiro Jefferson.

SANTA CRUZ

Além da baixa pontuação (22), também pesa contra o Santa Cruz o fato de ter apenas cinco vitórias. Por isso é preciso vencer o Globo-RN domingo, na Arena de PE, e o Náutico, na última rodada, e ainda torcer contra três concorrentes. O que anima os tricolores é exatamente a grande quantidade de confrontos diretos e o fato de o Treze ainda lutar contra o rebaixamento. O Galo da Borborema ainda encara Confiança e Botafogo. Os sergipanos ainda enfrentam o Ferroviário-CE. O time cearense também tem pela frente o Imperatriz.

“Eu não faço essa conta, porque penso que são coisas que fogem da nossa alçada. A gente sabe que vão ter confrontos diretos dos outros times que buscam a classificação, mas temos que fazer a nossa parte. Por mais que os resultados de lá ajudem, a gente tem que fazer a nossa parte em casa para não se complicar. Então como venho falando, a gente precisa focar no que a gente precisa fazer, que é trabalhar duro a cada dia, para que no dia do jogo, a gente possa sair de lá vencedor”, afirmou o lateral-esquerdo Victor Lindemberg. JC

Santa Cruz e Náutico: reta final da Série C promete muita emoção


A penúltima rodada do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro, que será disputada neste final de semana, é para quem tem coração forte. E também para quem tem poder de decisão. Com apenas o Sampaio Corrêa (líder, com 30 pontos) classificado –, seis times ainda lutam pelas três vagas restantes nas quartas de final e, consequentemente, pela manutenção do sonho do acesso para a Segunda Divisão. Por outro lado, quem não avançar ao mata-mata encerra a temporada de forma precoce e já começa a ter dor de cabeça para planejar 2020.

Em segundo lugar, com 27 pontos, o Náutico tem uma condição mais favorável do que o Santa Cruz, sétimo, com 22. Mas o detalhe é que os dois se enfrentam na última rodada, nos Aflitos. É um dos muitos confrontos diretos marcados para esta reta final da competição. Por isso a próxima rodada é tão importante, pois pode encaminhar várias situações para os derradeiros duelos. Além disso, três times ainda lutam para evitar a queda para a Quarta Divisão – Globo-RN (16 pontos), Treze (15) e ABC (14), treinado pelo pernambucano Roberto Fernandes. Os dois últimos caem para a Série D.

Após a vitória por 2x1 sobre o Sampaio na última segunda-feira, o Náutico precisa apenas de um empate contra o Botafogo-PB amanhã, no Almeidão, em João Pessoa, para se classificar com uma rodada de antecedência. Com 28 pontos, o Timbu não poderia mais ser alcançado pelo Santa – mesmo que ganhe seus dois últimos jogos, o tricolor ainda ficaria com uma vitória a menos do que o alvirrubro. Na hipótese do empate em João Pessoa, o próprio Botafogo (5º, com 24), também não chegaria mais no Timbu, pois já tem duas vitórias a menos.

Mesmo que o Confiança (3º, com 25) superasse o Treze, no domingo, no Batistão, em Aracaju, o Náutico cairia para terceiro, mas no máximo acabaria a fase em quarto, já que a rodada também marca Imperatriz-MA (24 pontos) x Ferroviário-CE (23 pontos) no Frei Epifânio. Portanto, se um vencer, acaba com a chance do outro ultrapassar o Náutico. Se for empate, só os maranhenses poderiam passar os comandados de Gilmar Dal Pozzo.

“Estamos com a faca e o queijo na mão, não precisamos depender de ninguém, apenas vencer, jogar bem, porque o primeiro objetivo falta pouco para ser conquistado. Claro que seria importante os dois subirem para o futebol pernambucano, que nos últimos anos tem tido uma desvalorização. O futebol de Pernambuco é muito forte, as equipes daqui são muito fortes e seria bom se os dois subissem, mas hoje eu defendo o Náutico e estamos em busca do nosso objetivo”, disse o goleiro Jefferson.

SANTA CRUZ

Além da baixa pontuação (22), também pesa contra o Santa Cruz o fato de ter apenas cinco vitórias. Por isso é preciso vencer o Globo-RN domingo, na Arena de PE, e o Náutico, na última rodada, e ainda torcer contra três concorrentes. O que anima os tricolores é exatamente a grande quantidade de confrontos diretos e o fato de o Treze ainda lutar contra o rebaixamento. O Galo da Borborema ainda encara Confiança e Botafogo. Os sergipanos ainda enfrentam o Ferroviário-CE. O time cearense também tem pela frente o Imperatriz.

“Eu não faço essa conta, porque penso que são coisas que fogem da nossa alçada. A gente sabe que vão ter confrontos diretos dos outros times que buscam a classificação, mas temos que fazer a nossa parte. Por mais que os resultados de lá ajudem, a gente tem que fazer a nossa parte em casa para não se complicar. Então como venho falando, a gente precisa focar no que a gente precisa fazer, que é trabalhar duro a cada dia, para que no dia do jogo, a gente possa sair de lá vencedor”, afirmou o lateral-esquerdo Victor Lindemberg. JC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários