Sobe número de mortos em deslizamento de barreira em Camaragibe - G7 Salgueiro

Anuncio No Post

Anuncio Aqui

Sobe número de mortos em deslizamento de barreira em Camaragibe

Compartilhar

Subiu o número de mortos em um deslizamento de barreira, no bairro dos Estados, em Camaragibe, Região Metropolitana do Recife. Até o momento, apenas uma mulher sobreviveu, outras cinco pessoas foram encontradas sem vida sob os escombros da casa e duas crianças continuam desaparecidas. Todos os moradores eram da mesma família. A tragédia aconteceu na última quinta-feira (13), por conta das fortes chuvas que atingiram o Grande Recife. No fim da manhã, o prefeito Demóstenes Meira (PTB) decretou estado de emergência no município.

O comandante do Corpo de Bombeiros, o coronel Manoel Cunha, classificou o caso da sobrevivente Larissa Lafaiete, 20, como um milagre. "Ela foi salva por Deus. Em caso de desabamentos ficam algumas bolsas de ar, que ajudam a pessoa a respirar. Mas em casos de deslizamento, com barro, não ficam bolsas de ar. Ela ficou em uma brecha entre uma geladeira e uma parede", contou.
Larissa teve duas fraturas e está no Hospital da Restauração, estável e em observação. Ela vai passar por cirurgia na tarde desta sexta-feira (14). 


O trabalho dos Bombeiros segue no local até que a última pessoa desaparecida seja encontrada. A equipe de resgate já retirou dos escombros os corpos de Edvaldo Ferreira da Silva, 23, Maria Bianca da Conceição Albuquerque, 3, Cauã Ricardo da Silva, 8, e Edilene Maria da Silva, 30, que estava abraçada a Maria Beatriz da Conceição, de 11 meses. Todos foram encontrados sem vida.


Ainda de acordo com informações do comandante do Corpo de Bombeiros que está no local, o deslizamento da barreira aconteceu por volta das 12h e a equipe chegou ao local às 12h19. O trabalho começou às 12h40 e precisou ser interrompido algumas vezes por conta das chuvas e o risco novos deslizamentos.


Desaparecidos


Seguem desaparecidos Ítalo de Souza, 14, e Lucas Ricardo da Silva, 6. Anderson Albuquerque de Melo, pai das meninas Maria Beatriz e Maria Bianca, também morava na casa e havia saído instantes antes da tragédia acontecer. Segundo informações da TV Jornal, ele se encontra bastante nervoso e abalado. Cláudio Gomes da Silva, pai de Anderson, contou que muitas pessoas ajudaram. "Foi um pânico geral na hora, mas muita gente ajudando, fazendo de tudo, mas foi  uma fatalidade. Não podia fazer nada e não tenho mais esperança de encontrar os dois meninos com vida. Sem esperanças", disse. O trabalho dos Bombeiros no loca já dura quase 24 horas. A comunidade toda está ajudando. 


Aluguel mais barato

A família mudou-se para a casa que foi soterrada por questões financeiras. “Eles moravam em outra casa, sem perigo nenhum, mas não estavam conseguindo pagar o aluguel e vieram para esta que era mais barata”, acrescentou Cláudio. JC



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários

Anuncio No Post

Anuncio Aqui!