Sport bate o Petrolina e vira líder do Pernambucano


Depois de uma estreia decepcionante no Campeonato Pernambucano, o Sport se reaprumou na competição. Na tarde deste domingo (10), na Ilha do Retiro, os rubro-negros, mesmo com uma equipe quase toda reserva, bateram o Petrolina por 3x0, com gols de Guilherme, Elton e João Igor e assumiram a liderança da competição, com 12 pontos em cinco jogos. A Fera do Sertão segue na zona de rebaixamento, com apenas um ponto. Agora o Leão volta as atenções para o jogo da próxima quarta-feira (13), contra o Tombense/MG, pela Copa do Brasil, em Tombos (MG).

A situação do Sport era tranquila. A equipe brigava pela liderança, em casa, diante do penúltimo colocado do Pernambucano e ainda se daria ao luxo de escalar um time praticamente reserva. Mesmo sem a força máxima, o Leão não encontrava dificuldades. Logo no início da partida, Alisson Farias perdeu um gol incrível. O Petrolina nem produzia e a sua defesa ainda batia cabeça. Numa dessas bobeadas, os rubro-negros aproveitaram. Após erro do time sertanejo, Alisson Farias cruzou. A zaga afastou mal e a bola sobrou para Guilherme mandar a bomba, para abrir o placar, aos dez minutos.

Os donos da casa seguiram dominando. Rafael Thyere e Elton, ambos em finalizações de cabeça, quase ampliaram ainda na primeira etapa. A reação do Petrolina só aconteceria no segundo tempo. Fernandinho assustou Magrão. Depois, Jean Carlos teve duas boas chances e mandou para fora. O Sport respondeu com Juninho e Elton. Pezão fez duas grandes defesas. Aos 25 minutos, um lance mudaria o jogo. Após bate-rebate na área dos visitantes, Elton mandou para o gol e Jefferson Petrolina impediu o gol. A bola bateu em seu braço e Gleydson Leite marcou pênalti, além de expulsar o zagueiro.

Na cobrança, aos 27 minutos, Elton bateu forte, no meio e marcou o segundo gol rubro-negro. Não demorou muito e os donos da casa marcaram mais uma vez. Raúl Prata fez boa jogada pela direita e cruzou para a entrada da área. Na meia-lua, João Igor apareceu e mandou com força e precisão, sem chances para Pezão e fazendo 3x0 aos 29 minutos. Com a ampla vantagem alcançada, o Sport puxou o freio de mão e tratou de administrar o resultado sem sofrer maiores sustos. Já abatido, o Petrolina também procurou não se expor mais e o resultado permaneceu até o apito final. Folha PE

Proxima
Anterior
Click here for Comments

0 comentários:

Comentários