Vai de Bolsonaro
Armando Monteiro (PTB) ficou neutro neste 1º turno da eleição presidencial, mas no 2º terá candidato. Ele próprio antecipou ontem que quer um candidato 100% comprometido com a democracia, que defenda a estabilidade da economia e o controle da inflação, que tenha compromisso com a segurança, valorize a família e seja “patriota”. Nome: Jair Bolsonaro.

Ao pai > Um dos maiores comícios desta campanha foi realizado anteontem em Canhotinho com a presença de uma estrela solitária: o deputado Álvaro Porto (PTB). Ele dedicou o comício ao seu falecido pai, Lourival Barros, que foi duas vezes prefeito do município.

Só isto? > Humberto Costa (PT) deve estar notando que para levar Haddad à Presidência da República o PT precisa de algo mais além do slogan “Lula livre”. Haddad deve ganhar a eleição no Nordeste, mas vai se surpreender com a votação de Bolsonaro nos 9 estados da região.

Elo político > Paulo Câmara conduziu sua campanha dizendo que a aliança do Palácio das Princesas com o Palácio do Planalto seria “fantástico” para Pernambuco, tal qual foi na época de Lula e Eduardo Campos. Mas caso Haddad não vença a eleição, esse discurso perderá força.

Sem problema > Quando o pernambucano Luciano Bivar cedeu o PSL a Bolsonaro para se candidatar a presidente, o partido tinha apenas um deputado federal. Agora deve eleger uns 10. Mas base parlamentar não será problema para o capitão, caso consiga chegar lá. Ele será apoiado pelas bancadas evangélica, da bala e ruralista, totalizando cerca de 300 deputados. Por Inaldo Sampaio

Proxima
Anterior
Click here for Comments

0 comentários:

Comentários