Eleições 2018: Denise Rothenburg - G7 Salgueiro

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Eleições 2018: Denise Rothenburg

Share This
Quem chegar, que pague a conta

Pelo andar da carruagem o presidente eleito, seja quem for, terá que  chamar os congressistas que terminam seus mandatos em janeiro do ano que vem e pedir encarecidamente que pensem suas vezes antes de aumentar despesas sem cálculos do impacto orçamentário e provimento de recursos financeiros para pagamento.  Hoje, por exemplo, os congressista derrubaram o veto do presidente Michel Temer ao reajuste do piso salarial dos agentes comunitários de saúde e combate às endemias. São, aproximadamente, 300 mil agentes comunitários de saúde e outros 100 mil de combate a endemias. Outras categorias também fazem pressão no Congresso em busca de reajustes salariais. Temer havia a parte relativa aos reajustes por falta de caixa. previa apenas uma correção em 2022, a fim de dar ao próximo presidente liberdade para tratar do tema. Agora, restará ao eleito a conta a pagar, uma vez que a derrubada do veto será levada a promulgação. 

Cid, o sincero

As afirmações de Cid Gomes na noite desta segunda-feira num ato pró-Haddad no Ceará reflete exatamente o que se passa na cabeça dos políticos dos mais variados partidos que sempre conviveram com o PT.  Ele estourou a bolha. Falou de público o que todos falam nos bastidores.  O vídeo circula nas redes sociais.

Por Denise Rothenburg

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Pages