G7 Fique por Dentro: Rapidinhas - Terça-Feira 04/07/2018 - G7 Salgueiro

Post Top Ad

Responsive Ads Here

G7 Fique por Dentro: Rapidinhas - Terça-Feira 04/07/2018

Share This

Vai dar Marília
O jornalista Édson Barbosa, que cuidou do “marketing” dos dois governos de Eduardo Campos, arriscou ontem um palpite sobre a eleição de Pernambuco, embora resida na Bahia: “Marília (Arraes) será eleita governadora”. Ele enxerga na neta de Arraes uma série de atributos que não vê em Paulo Câmara nem no senador Armando Monteiro: a capacidade de “sacudir” o Estado.

O herdeiro > O empresário Guilherme Uchoa Júnior (PSC) tinha no pai, falecido ontem, o principal cabo eleitoral de sua campanha por uma cadeira na Câmara Federal. Sem ele, que costurou uma série de acordos no interior e área metropolitana, vai ter que se virar sozinho.

Às lágrimas > O ex-deputado e ex-prefeito de Araripina, Emanuel Bringel (PSDB), que era um dos grandes amigos de Guilherme Uchoa (PSC), chorou copiosamente ontem ao saber da morte dele quando chegava em sua empresa de gipsita para trabalhar.

A frustração > O maior sonho de Guilherme Uchoa era encerrar sua vida pública como prefeito de Igarassu, sua terra, cidade que fazia questão de exaltar em qualquer lugar que se encontrasse.

A concorrência > Aliados de Augusto Coutinho (SD) acreditavam que ele seria o federal do cunhado Mendonça Filho (DEM), que será candidato a senador na chapa encabeçada pelo PTB. Mas o ex-ministro da Educação decidiu apoiar um filho. 

O desafio > Bruno Araújo (PSDB) continua tentando convencer o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Édson Vieira (PSDB), a apoiar Armando Monteiro (PTB) pra governador. Se conseguir, o senador reunirá o que até hoje parece impossível: o prefeito e o ex-deputado José Augusto Maia (Avante). Por Inaldo Sampaio

Homenagem e votação extraordinária
Ainda que o recesso parlamentar tenha tido início, havia uma reunião extraordinária convocada por Guilherme Uchoa para as 15h de ontem, como a coluna registrara. Diante da morte do parlamentar, a mesma foi remarcada para as 10h de hoje e deve ter redação final definida amanhã. Os deputados, então, resolveram aliar a votação a uma solene em homenagem a Uchoa.

Executivo > Ainda ontem, um secretário do Governo do Estado definia a referida votação como "importantíssima". Ela diz respeito a projeto do Poder Executivo que prorroga a contribuição do Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal. Empresas beneficiárias por incentivos de ICMS devem depositar, para o Estado, 10% do benefício. 

Eleição > À coluna, Cleiton Collins informou o seguinte: "Vou verificar a fundo o regimento, se antes de cinco meses, seis meses...(se há necessidade de eleição). A gente ainda vai tentar harmonizar ao máximo. A partir de amahã (hoje), vou dar andamento. Quero ouvir os deputados relacionados a esse processo". 

Testemunha 1 > Das últimas coisas irreverentes que o deputado Eriberto Medeiros ouviu de Guilherme Uchoa foi uma declaração, na última quinta-, a um jornalista que quis saber se ele permaneceria no palanque de Paulo Câmara. 

Testemunha 2 > O progressista ouviu Uchoa responder: "Só se José Queiroz não for candidato na majoritária. Se ele for na majoritária, eu voto em Armando (Monteiro Neto)". Eriberto registra que a pergunta foi refeita. "Ele repetiu, no buraco frio, abertamente", rememora o deputado. 


Com Cid > Pré-candidato a deputado federal pelo PDT, Túlio Gadelha vai à mesa, hoje, em Brasília com o presidente nacional da sigla, Carlos Lupi, e com o ex-governador Cid Gomes. A reunião, no diretório nacional do PDT, levará, à pauta, a candidatura dele. Por Renata Bezerra

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Pages