G7 Esportes: Náutico empata com Salgueiro na Série C do Campeonato Brasileiro - G7 Salgueiro

Post Top Ad

Responsive Ads Here

G7 Esportes: Náutico empata com Salgueiro na Série C do Campeonato Brasileiro

Share This

A sequência de vitórias do Náutico no Grupo A da Série C chegou ao fim. Pouco inspirado, o Timbu abriu o placar no Cornélio de Barros, mas com um a menos após a expulsão de Wallace Pernambucano, a equipe não segurou a pressão do Salgueiro e cedeu o empate no fim. Com o resultado de 1×1, os alvirrubros permanecem na segunda colocação, com 23 pontos, três a menos que o líder Atlético/AC. O Carcará é o nono, com 16. Sem alterações na tabela de classificação, restou aos visitantes comemorarem o ponto conquistado no Sertão.

Bastou a bola rolar para as disparidades na tabela entre Salgueiro e Náutico serem esquecidas. Abusando de erros de passe, os visitantes foram acuados no início do jogo. A tradicional saída rápida no meio-campo, com Jhonnatan e Luiz Henrique, ficou no Recife. O Timbu facilitou a vida do Carcará ao errar lances bobos no campo de defesa. obrigando Bruno a fazer boas defesas em chutes de Marcos Vinícius e Yuri.

Após os sustos, o Náutico compactou o meio-campo e diminuiu os espaços do adversário. Contra um adversário esforçado, mas sem organização ofensiva, a mudança foi suficiente para equilibrar o jogo e tirar o zero do placar. Na primeira tabela efetuada, Dudu deixou Robinho na cara do gol para fazer 1×0.

O primeiro tempo foi tão monótono que bastaram cinco minutos decorridos do segundo para superar a metade inicial em termos de emoção. Primeiro, graças ao chute de Maurício no travessão. A resposta do Náutico veio com Assis, em bomba espalmada por Mondragón.

O Salgueiro ganhou uma sobrevida para buscar o empate aos 23 minutos, quando Wallace Pernambucano foi expulso ao acertar uma cotovelada em disputa de bola com o defensor adversário. A pressão dos mandantes deu resultado aos 40. Dadá acertou um chute no ângulo esquerdo de Bruno, que estava adiantado, para deixar tudo igual no Cornélio de Barros. O sofrimento só não foi maior porque o Carcará não caprichou na reta final para conseguir a virada. Com um futebol abaixo do apresentado nas rodadas anteriores, o Náutico ficou apenas no 1×1. Folha PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Pages