G7 Política: Pernambucanas lançam chapa formada só por mulheres - G7 Salgueiro

Post Top Ad

Responsive Ads Here

G7 Política: Pernambucanas lançam chapa formada só por mulheres

Share This

Enquanto parte das siglas em Pernambuco faz articulações para fechar a composição dos candidatos da disputa majoritária, o PSol e o PCB já completaram a sua chapa, que será formada apenas por mulheres. O grupo, no entanto, tem vários desafios a superar. A começar pela ocupação na política de um espaço eminentemente masculino, conseguir se tornar visível ao eleitor – a sigla terá 15 a 20 segundos de tempo de televisão – e apresentar um programa de governo que vá além de uma pauta puramente feminista.

A chapa é formada pela pré-candidata ao governo do estado, a advogada, historiadora e professora, Dani Portela (PSol), e pela educadora social e cientista social, Gerlane Simões (PCB) que concorrerá como vice. Para o Senado, o PSol enfrentará as urnas com as pré-candidaturas de Albanise Pires, servidora concursada do Ministério Público Federal, e Eugênia Lima, mestre em Desenvolvimento Urbano pela UFPE. O grupo parece disposto a quebrar a lógica de que vencer a eleição no estado precisa de um DNA político. “A maioria das mulheres que está na política é filha de, mulher de, missionárias de determinadas igrejas. Não dá mais para não querer falar de política porque ela já entrou na nossa casa, no orçamento familiar, no hospital e na escola. Não podemos deixar que governem sem a gente”, enfatizou Eugênia Lima.

Segundo Dani Portela, por ser uma chapa feminina e feminista, elas precisam provar a capacidade duas vezes. “Nossa voz foi silenciada por muito tempo e somos invisíveis. Fomos invisibilizada durante séculos. Agora é nosso momento de fazer ecoar a nossa voz”, destacou. De acordo com ela, em todos os espaços de poder, as pessoas acabam reproduzindo a lógica de uma sociedade machista e patriarcal. “Sempre nos foi dito que o espaço público não era nosso, era eminentemente masculino. Nosso desafio é fazer com que a mulher entenda a importância da representatividade, que ela precisa eleger pessoas que atuem com pauta políticas específicas para a vida delas”, destacou. DP

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Pages