G7 Salgueiro: “Cada um que cuide do seu” prefeito Clebel Cordeiro reafirma em coletiva de imprensa que não irá assumir o transporte escolar dos alunos da rede estadual. - G7 Salgueiro

Post Top Ad

Responsive Ads Here

G7 Salgueiro: “Cada um que cuide do seu” prefeito Clebel Cordeiro reafirma em coletiva de imprensa que não irá assumir o transporte escolar dos alunos da rede estadual.

Share This

Na manhã desta quarta-feira (09), o prefeito de Salgueiro Clebel Cordeiro (MDB) concedeu entrevista coletiva a imprensa local, fazendo um balanço de um ano e cinco meses da gestão à frente do município.

Na oportunidade, a imprensa abordou diversos temas, entre eles o transporte escolar, principal dor de cabeça para a gestão nesse primeiro semestre de 2018, que levou o prefeito Clebel Cordeiro a entregar ao governo do Estado a responsabilidade do transporte dos alunos da rede estadual. “A responsabilidade do município é o ensino fundamental, ensino médio é com o governo do Estado, cada um que cuide do seu” afirmou Clebel.

O prefeito ainda acusou a bancada de oposição da Câmara de Vereadores de “armação” com o único objetivo de fazer criticas ao governo “armaram uma audiência pública sobre o transporte escolar que só tinha gente para desmoralizar Clebel e Dr. Chico, não tinha um aluno da rede municipal.” Comentou o prefeito.

Mas segundo Clebel Cordeiro, o transporte escolar não foi a maior dificuldade que encontrou a frente da prefeitura, o gestor acusou os servidores públicos de estarem atrapalhando o funcionamento da prefeitura. “A maior dificuldade são os servidores que não quer governar com a mudança” Clebel ainda falou que em algumas áreas como nos postos de saúde, será preciso colocar pontos eletrônicos, para médicos, dentistas e demais funcionários.

Se na avaliação do gestor será preciso o controle rígido com a entrada e saída dos profissionais da área da saúde, o mesmo não precisa acontecer com os medicamentos nas UBS, Clebel garantiu que não está faltando medicamentos nos postos de saúde e chamou de “mau-caratismo” dizer que falta remédios para a população.


Hora de ir pra rua

Ao final da entrevista Clebel Cordeiro disse que agora era que seu mandato iria começar  “A parti de hoje a gestão começa, vou pra rua, peço aos vereadores da minha base que defendam o governo, vamos parar de picuinhas, meu gabinete estará aberto a todos” concluiu Clebel. Por Gerson Douglas da C. Vasconcelos

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Pages