G7 Esportes: Santa Cruz empata com o Remo e pode deixar o G4 - G7 Salgueiro

Post Top Ad

Responsive Ads Here

G7 Esportes: Santa Cruz empata com o Remo e pode deixar o G4

Share This

Ainda não foi dessa vez que o técnico Paulo César Gusmão pôde comemorar sua primeira vitória no comando do Santa Cruz na Série C do Campeonato Brasileiro. Na tarde deste sábado (5), o Tricolor ficou no 0x0 com o Remo, no estádio Mangueirão, em Belém (PA). O resultado levou o Santa Cruz aos seis pontos, mas, como foi somente o primeiro confronto do Grupo A nesta rodada do certame, pode ser que o time deixe o G4 após o complemento dos jogos. 

O Remo, por sua vez, soma quatro pontos e está na metade de baixo da classificação da chave. Na próxima rodada, os paraenses enfrentam o Botafogo/PB, na Paraíba, no domingo (13), enquanto o Santa Cruz visita o Globo, no Rio Grande do Norte, na segunda (14). 


Precisando da vitória para somar pontos e garantir melhor condição na classificação desta primeira fase da Série C, Santa Cruz e Remo fizeram um duelo movimentado. Embora careçam de qualidade técnica, os times usaram todas as suas alternativas em busca de balançar as redes, o que acabou não acontecendo. Chances, porém, não faltaram. 

Melhor no primeiro tempo, o Remo conseguiu entrar com facilidade na pequena área coral, enquanto o Santa Cruz, estreando nova formação, demorou a se encontrar e o trio de ataque formado por Fabinho Alves, Robinho e Robert passou despercebido. Mais acuado, o Tricolor sofreu para frear as investidas dos donos da casa, principalmente nas bolas aéreas. 

O problema dos paraenses foi na hora de finalizar. Só Isac perdeu três chances na cara de Ricardo Ernesto, que teve muito trabalho. Artilheiro do time na temporada, com oito gols, o forte dele são os pênaltis. De bola rolando, foram somente três tentos assinalados. Ele até chegou a balançar as redes, mas a arbitragem marcou impedimento. Quem também ameaçou bastante o gol coral foi Felipe Marques, com perigosos chutes de longa distância. 

Na volta do intervalo, contudo, o Santa Cruz, mais ajustado defensivamente, passou a dificultar as descidas ofensivas do Remo. A segurança na zaga deu mais tranquilidade para o time se lançar ao ataque, chegando a dominar boa parte da etapa complementar. "A gente sabia da dificuldade que seria enfrentar o Remo aqui. Sofremos no primeiro tempo com as bolas aéreas, mas melhoramos no segundo tempo. Infelizmente o goleiro deles impediu o gol", disse Ávila, que teve duas grandes chances na partida, mas não marcou. 

Nos minutos finais, o jogo ganhou em emoção, com contra-ataques rápidos dos dois lados e bolas carimbando as traves. Só faltou mesmo o gol. Enquanto o time pernambucano deixou o campo satisfeito por ter somado ao menos um ponto fora de casa, o Remo saiu sob vaias da sua torcida. Folha PE

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Pages